Cirstea acusa as britânicas de terem feito teatro para tirar partido da situação de Nastase

A polémica de Ilie Nastase na Fed Cup ainda vai dar muito pano para mangas, com a Federação Internacional de Ténis a ter confirmado a investigação do caso que levou à expulsão do capitão romeno do recinto onde se disputa a eliminatória contra o Reino Unido. Depois de um encontro em que foi apanhada na onda, Sorana Cirstea não fugiu às questões na sala de imprensa e disse não ter compreendido a razão das lágrimas de Konta, dado já ter ouvido bastante pior.

Em declarações depois do primeiro dia de encontros, Sorana Cirstea refletiu sobre o episódio vivido em court e a reação de Johanna Konta perante as acusações de Nastase, que deixaram a britânica em lágrimas: “Quando ela voltou para o court pediu desculpa, por isso sabia que tinha exagerado. Isso não se faz, ficas [no court] e jogas. Não acho que tenha sido necessário tudo isto só porque somos um país inferior ao Reino Unido”.

Por muito que não tentasse desculpar o seu capitão, Cirstea, que viria a perder o duelo com Konta em duas partidas, disse já ter ouvido bastante pior ao longo da sua carreira, o que não a deixou a chorar nem a levou a desistir do que quer que fosse:

“Já me chamaram cigana, p*ta, c*bra, idiotas, a torcer contra mim e a ameaçar que me cortavam o pescoço e eu nunca chorei ou abandonei o court. Fiquei e joguei“, referiu a romena.

Depois da polémica, Ilie Nastase terá sido despedido do cargo de capitão e aproveitou também para descarregar nos jornalistas.

Sobre o autor
-

Licenciado em Jornalismo na Escola Superior de Comunicação Social, em Lisboa. Jornalista da GQ Portugal e colaborador do Bola Amarela desde novembro de 2011, pouco tempo depois de começar a seguir mais atentamente o mundo do ténis. Pretende nunca mais parar.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *