Com apenas uma derrota em 2016, Azarenka diz que ainda está longe do seu melhor

Ela está bem perto de conseguir algo raro no circuito feminino, mas os pés bem assentes no chão é um requisito para a boa forma de Victoria Azarenka. A antiga número um do mundo revelou à imprensa que ainda está longe do seu melhor mas não esconde o entusiasmo pelo facto de poder conquistar Indian Wells e Miami na mesma temporada.

Se for capaz de fazer a dobradinha em Indian Wells e Miami será fantástico, mas ainda que pareça muito perto, está ainda longe. Quero focar-me no presente, continuar a lutar e a melhorar”, disse Azarenka, que ontem vingou a derrota sofrida no Open da Austrália, a única da temporada, frente a Angelique Kerber. No total, a bielorrussa soma 21 triunfos no presente ano.

Rumo ao top-5 depois de um longo período de ausência, Azarenka diz que nunca duvidou das suas capacidades e que a única dúvida prendia-se com recuperar ou não a sua saúde. “Sinto que estou longe do meu melhor nível, e isso é entusiasmante para mim, para estar motivada e continuar a melhorar. Todos temos dúvidas, somos seres humanos. Sempre confiei nas minhas capacidades e acredito em mim”, acrescentou.

Steffi Graf e Kim Clijsters são as únicas jogadoras a terem erguido os troféus e Indian Wells e de Miami na mesma temporada. Azarenka, duas vezes campeã do Miami Open, pode tornar-se na terceira jogadora caso derrote Svetlana Kuznetsova na final.

Sobre o autor
-

Licenciado em Jornalismo na Escola Superior de Comunicação Social, em Lisboa. Jornalista da GQ Portugal e colaborador do Bola Amarela desde novembro de 2011, pouco tempo depois de começar a seguir mais atentamente o mundo do ténis. Pretende nunca mais parar.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *