Wimbledon deverá fazer diferente de Roland Garros e dar estatuto de cabeça-de-série a Serena Williams

Atualmente fora do top 400, Serena Williams inscreveu-se nos torneios de Roland Garros e de Wimbledon com o seu ranking protegido que, segundo as regras do WTA, serve apenas para entrar nas listas de inscritas e não para efeitos de cabeça-de-série. Por essa razão, a norte-americana vai aparecer em Paris sem ser pré-designada e pode defrontar uma qualquer tenista do lote de favoritas numa das primeiras rondas.

No entanto, segundo a Reuters, o torneio de Wimbledon, onde tal como em Roland Garros Serena é múltipla campeã, está disposto a alterar a ordem de cabeças-de-série e colocar Williams no lote de favoritas, como já fez no passado com outras jogadoras, inclusive com a sua irmã, Venus Williams.

Recorde-se que Wimbledon tem alguma tradição de ‘ajustar’ os cabeças-de-série — no setor masculino têm até um fórmula própria — ao passo que Roland Garros não altera tradicionalmente esse lote, respeitando sempre o ranking independentemente de nomes e situações.