Vandeweghe e Barty deixam duras críticas à organização do US Open por não terem tido direito a discurso de campeãs

Esta edição do Open dos Estados Unidos ficou marcada pelas inúmeras polémicas entre árbitros e jogadores e jogadores e organização. Muitas foram as críticas e agora foi a vez das campeãs da variante de pares virem a público criticar o US Open.

A final de pares demorou cerca de 2h30 minutos e, para não atrasar a final masculina, as vencedoras não tiveram direito a discurso, algo que não agradou Coco Vandeweghe Ashleigh Barty“É triste não ter podido agradecer às pessoas pelo apoio e às nossas equipas por todo o trabalho realizado”, referiu a norte-americana.

Já a australiana… também se mostrou desapontada. “Não creio que tivesse sido um grande problema que a final masculina se atrasasse 10 minutos. Disseram-nos para sermos rápidas porque os homens tinham que começar”, afirmou Barty, em declarações recolhidas pelo Ubitennis.