Duarte Vale não resiste ao número dois mundial e cede na final mais importante da carreira

Duarte Vale, número 49 do ranking de juniores, procurava o título mais importante da sua ainda curta carreira, mas esse objetivo foi travado este domingo à noite pelo número dois mundial sub-18. O jovem português de 17 anos acabou derrotado na final do Abierto Juvenil Mexicano, cedendo em parciais diretos naquela que foi a sua primeira final de Grade A, a categoria mais alta do circuito internacional de juniores.

Num encontro sem grande história, Vale, atleta treinado na Quinta da Moura e 10.º cabeça de série da competição, ofereceu réplica durante a primeira partida, mas caiu às mãos do sérvio Miomir Kecmanovic, convidado da organização e primeiro pré-designado, pelos parciais de 6-3 e 6-0.

Com este resultado, Vale, que caso vencesse alcançava o maior título júnior português de singulares desde Michelle Larcher de Brito no Orange Bowl em 2007, vai subir significativamente no ranking mundial, devendo posicionar-se muito perto do top 30 do mundo de juniores.

Ultrapassada a melhor semana da carreira, Duarte Vale, que possui dois títulos de singulares no currículo, deverá manter-se em solo mexicano para disputar a XXX Yucatan Cup, evento de Grade 1, a partir desta segunda-feira.

Sobre o autor
- Licenciado em Ciências da Comunicação - vertente de Jornalismo - pela Universidade Autónoma de Lisboa. Ténis é a minha vida. Colaborador do site Bola Amarela desde Dezembro de 2011.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *