Serena e Halep ultrapassam testes difíceis

Serena Williams deu esta terça-feira mais um passo rumo à conquista do título em Indian Wells na sua primeira presença no deserto californiano desde 2001, ano em que depois de vencer iniciou um boicote que se prolongou por 14 anos, por se ter sentido vítima de comentários e atos racistas.

Num dos duelos mais aguardados dos oitavos-de-final, Serena Williams derrotou a sua jovem compatriota Sloane Stephens, atualmente mergulhada nas profundezas do 42.º lugar do ranking WTA, por 6-7(3), 6-2 e 6-2, num encontro em que Williams cometeu mais de 50 erros não forçados, mas conseguiu reagir a tempo de dar a volta ao encontro.

“Respeito muito a Sloane e foi um encontro duríssimo. Sempre acreditei que ela poderá vir a ser uma grande jogadora e a minha opinião não mudou”, afirmou Serena em conferência de imprensa sobre uma jogadora com a qual não tem atualmente qualquer relação de amizade, após desavenças na temporada de 2013.

Para os quartos-de-final de Indian Wells seguiu igualmente a romena Simona Halep, número três mundial. Numa reedição da recente final do Dubai entre duas das tenistas em melhor forma em 2015, Halep fez uma exibição de grande nível para derrotar a jovem checa Karolina Pliskova, por 6-4 e 6-4. É já a quarta vez que Halep chega ao top8 de um torneio em 2015, depois de Shezhen, Australian Open e Dubai.

Esta quarta-feira, Halep vai medir forças com a espanhola Carla Suárez Navarro, também ela a viver um excelente início de 2015. Nos oitavos-de-final, a número um espanhola bateu em três duros sets a número um britânica, Heather Watson, por 7-6(5), 3-6 e 6-1. Halep e Navarro vão defrontar-se pela nona vez e o confronto direto encontra-se empatado 4-4.