Roger Federer passeia em Melbourne rumo à 2ª ronda

Se Novak Djokovic entrou com o pé direito no Open da Austrália, então Roger Federer entrou a correr. O campeoníssimo demorou pouco mais de uma hora, 1h12m, para eliminar Nikoloz Basilashvili, pelos parciais 6-2 6-1 6-2. A ajudar este resultado estiveram os seis ases do suíço, os 31 winners, 92% de pontos ganhos com o primeiro serviço e ainda os doze pontos, de dezoito, ganhos na rede.

Federer, que no início do ano foi afetado por um vírus, mostrou-se muito satisfeito com o seu jogo: “Foi um bom encontro. Estou muito contente com a forma como joguei. Dá-me definitivamente um aumento na confiança.(…)Tive alguns jogos decentes em Brisbane, mas sabia que não estava a 100%.”

Na segunda ronda, Federer vai ter pela frente Alexandr Dolgopolov, que derrotou na primeira ronda Ricardas Berankis, por 6-1 3-6 6-4 6-2. Grigor Dimitrov também seguiu em frente, depois de eliminar o italiano Paolo Lorenzi, pelos parciais 6-3 7-6(8) 6-3.

f_180116_night_getty_1

O irreverente Nick Kyrgios fez as delícias do povo australiano ao qualificar-se para a segunda ronda do major, deixando para trás Pablo Carreno Busta, por 6-2 7-5 6-2. O último vencedor da primeira jornada foi Jo Wilfried Tsonga, que, em quase duas horas e meia de jogo, derrotou Marcos Baghdatis, pelos parciais 6-4 4-6 6-4 6-2.

Destaque ainda para os jovens Quentin Halys (d. Ivan Dodig), Noah Rubin (d. Benoit Paire) e Omar Jasika (d. Ilha Marchemko) que também seguiram para a segunda ronda. Halys e Rubin estão pela primeira vez na carreira na segunda ronda de um major, enquanto Jasika repete o resultado do ano passado.

Outros vencedores do dia foram Renzo Olivo, Pablo Cuevas, Andreas Seppi e Marco Trungelliti.