Roger Federer segue como rei incontestável dos tie breaks

Quando se trata de desempates, ninguém bate Roger Federer. O suíço de 37 anos é o jogador com melhor aproveitamento em tie breaks na história da modalidade, com uma percentagem de 65,1, que é como quem diz, 432 tie breaks ganhos.

“Os tie breaks são muito importantes, principalmente em torneios do Grand Slam ou finais, em geral. É nessas alturas que queres mesmo vencer”, disse Federer ao site ATP. E, normalmente, vence. Em finais do Grand Slam, o campeoníssimo suíço venceu 70 por cento de desempates no tie break.

Novak Djokovic é o jogador no ativo que se segue, com um aproveitamento de 63,3 por cento em tie breaks até esta fase da sua carreira. Para passar o seu rival, o sérvio de 31 anos precisa de vencer 19 tie breaks sem que Federer vença nenhum.

Deixando a lista de jogadores com melhor aproveitamento e entrando na que revela quem são os jogadores com mais tie breaks conquistado, há mexidas a registar, mas não na liderança. Federer volta a reinar, com 432 tie breaks ganhos e 232 perdidos. Nos lugares seguintes, surgem dois jogadores que têm no serviço a sua grande arma: John Isner e Ivo Karlovic: