PAROU! Meia-final de Wimbledon é suspensa com Djokovic na liderança

Um fim anunciado logo à partida. Rafael Nadal e Novak Djokovic foram convidados a abandonar o court quando o marcador registava 6-4, 3-6 e 7-6(9) a favor do sérvio, deixando para amanhã a decisão da segunda meia-final do torneio de Wimbledon. É que o torneio tem um acordo com o bairro de SW19, onde se joga a prova, que impede os encontros de ultrapassarem as 23 horas.

Depois de uma espera de seis horas e 23 minutos, a duração da batalha entre John Isner e Kevin Anderson, os velhos rivais ocuparam o Centre Court para mostrarem que a rivalidade continua bem e recomenda-se. Djokovic começou bastante focado, a com o serviço afinado e as pancadas firmes, arrecadando o primeiro set,

Sem se esperar outra reação, Nadal pagou na mesma moeda. Foi o primeiro a chegar à quebra no segundo parcial e, quando o sérvio devolveu o break, o espanhol voltou a insistir, ficando com a segunda partida para si. Com o relógio a pressionar, a chegar às 23 horas, nenhum se mostrou disposto a sair do court em desvantagem, sendo preciso desfazer o equilíbrio no tie break.

Djokovic esteve a liderar por 4-2 e 5-3, mas Nadal despertou a tempo e a recta final transformou-se num verdeiro regalo para o público que se mantinha firme no Centre Court. Djokovic salvou vários set points (mais do Nadal), para garantir a vantagem precisamente às 23h02.