Nishikori: «2016 foi a melhor época da minha carreira mas posso fazer melhor»

A temporada de 2016 foi intensa para Kei Nishikori: 58 vitórias, uma série de finais importantes, medalha de bronze olímpica e o quinto posto do ranking no final da temporada, que ainda assim não o deixa totalmente satisfeito, por considerar que poderia ter feito ainda melhor.

“Em termos de consistência de resultados foi a minha melhor época de sempre. Nunca tinha ganho tantos encontros, nunca tinha estado tanto tempo sem me lesionar e nunca tinha jogador de forma tão consistente e bem contra os melhores jogadores do Mundo. Tenho de tirar ilações positivas mas sei que posso fazer ainda melhor e lutar pelo número três do Mundo no próximo ano”, assumiu o japonês, que ficou apenas a 500 pontos do terceiro colocado ATP, Milos Raonic.

Nishikori aponta o que há a melhorar. “Há momentos no jogo em que tenho de ser mais focado. Os pontos importantes. Quanto mais anos passo no circuito menos falho, mas há alturas que ainda estou mais fragilizado”.