Nadal: «Não sei se volto ao nível de 2008 mas já tenho dois troféus destes em casa»

Rafael Nadal voltou a viver esta quinta-feira em Wimbledon mais um episódio negro num ano que tem sido um verdadeiro pesadelo. O número 10 do ranking mundial, campeão em Londres nas edições de 2008 e 2010, foi eliminado na segunda ronda, em pleno Centre Court, pelo alemão Dustin Brown, num encontro em que voltou a mostrar-se (muito) longe do nível de jogo que faz dele um dos melhores de todos os tempos.

Brown, que fez um dos encontros da sua vida, impôs-se por 7-5, 3-6, 6-4 e 6-4, chocando o público e próprio Rafael Nadal, que transportou a apatia demonstrada em court para uma conferência de imprensa que roçou quase o tom de depressão.

“Perdi. Estou triste por isso, claro, mas isso é o ténis. Bons momentos, maus momentos e hoje foi obviamente um dos maus. Tenho de aceitar que estas coisas acontecem como tenho feito na minha carreira toda e continuar a trabalhar. A vida continua e a minha carreira também. Em 2012 e 2013 eu tive imensos problemas nos meus joelhos e não consegui ser competitivo aqui. No ano passado e neste já não tive lesões e estava pronto para competir. Não sei se vou voltar ao nível de 2008 ou 2010. A minha motivação é essa mas se não conseguir sei sempre que já joguei aqui cinco finais e levei dois troféus para casa”, confessou o maiorquino, tentando passar através das palavras um discurso positivo que não se traduziu na sua expressão.

Caminhos inversos seguiram na quinta-feira Roger Federer, número dois do Mundo e sete vezes campeão, e Andy Murray, que triunfou em Londres por uma vez, em 2013. O suíço bateu Sam Querrey por 6-4, 6-2 e 6-2, em 85 minutos, ao passo que o britânico preciso de apenas mais um minuto para superar o holandês Robin Haase, por 6-1, 6-1 e 6-4.

Entre os restantes top-15 em ação esta quinta-feira, destaque ainda para as vitórias de Tomas Berdych (derrotou Nicholas Mahut por 6-1, 6-4 e 6-4), Gilles Simon (bateu Blaz Kavcic por 6-1, 6-1, 6-7 e 6-1) e Jo-Wilfried Tsonga (ultrapassou Albert Ramos por 6-3, 6-4 e 6-4).

Para além de Rafael Nadal, só Fabio Fognini e Feliciano López também foram eliminados entre o lote de cabeças-de-série. O italiano perdeu diante de Vasek Pospisil, campeão de pares no All England Club em 2014, por 6-3, 6-4, 1-6 e 6-4, ao passo que o espanhol não resistiu a Nikoloz Basilashvili, por 7-5, 3-6, 6-3, 2-6 e 6-4. Vitkor Troicki, Andreas Seppi, Roberto Bautista Agut e Ivo Karlovic seguiram todos para a terceira eliminatória.