Miguel Oliveira: “Ambição de vencer prevaleceu. Ganhámos com o coração!”

Miguel Oliveira e Pincho Fernandez conseguiram esta quarta-feira a primeira vitória num quadro principal do World Padel Tour. E o feito foi alcançado precisamente no Lisboa Challenger, torneio organizado pela Lagos no Centro de Ténis de Monsanto.

Depois de bater Andres Britos e Marc Quílez, em três renhidos sets (6-4, 2-6 e 7-5), o jogador português contou ao Bola Amarela as emoções vividas dentro do court central e o que fez a diferença no encontro. “Entrámos a saber que seria muito bem disputado e decidido em detalhes. No primeiro set, tivemos uma pequena oportunidade no 4-4, conseguimos concretiza-la e fechámos em 6-4. Depois, julgo que relaxámos um pouco, na sequência do bom resultado, eles subiram um pouco de ritmo e, com algum demérito nosso e todo o mérito deles, porque estiveram sempre por cima na segunda partida, levaram a melhor”, começou por explicar o 72º classificado no ranking mundial.

“Graças ao Gervásio Del Bono [Selecionador Nacional] que nos conseguiu manter tranquilos e focados, a nossa ambição de vencer prevaleceu. Ganhámos com o coração! Estou muito contente por ganhar em Lisboa, prosseguiu Oliveira que, pela primeira vez, acedeu ao quadro principal do Lisboa Challenger por mérito próprio, depois de em 2016 ter entrado como lucky looser e, na edição de 2017, ter recebido um wild card.

Amanhã o desafio será diante Marcello Jardim e Agustín Tapia, “dois grandes jogadores” e por quem Miguel Oliveira nutre “muito carinho”. “O Marcello é um grande amigo. Eles estão a fazer uma época muito boa e será um encontro muito complicado, mas esperamos conseguir equilibrar, com a ajuda do público, e ter as nossas hipóteses, embora eles sejam claramente favoritos”, rematou o português.