McEnroe recusou um milhão para defrontar Serena ou Venus

Se Serena Williams jogasse no circuito masculino, “seria número 700 do mundo, por aí”. O comentário foi feito por John McEnroe à National Public Radio, em junho do ano passado. Houve quem tivesse encarado com naturalidade o comentário do antigo número um mundial, quem ficasse fortemente indignado e até quem tivesse visto nas palavras de McEnroe uma oportunidade de negócio.

A antiga lenda norte-americana de 59 anos confessou recentemente ter sido desafiado a defrontar Serena ou Venus Williams por um milhão de dólares. O autor da oferta? Donald Trump, o próprio, ainda antes de se ter tornado presidente dos Estados Unidos.

“Estava para entrar num encontro quando, inesperadamente, recebi um envelope; era de Donald Trump”. McEnroe disse não ter pensado duas vezes para recusar o convite: “jogar um encontro com uma mulher não é lago que eu pretenda”.

Durante a entrevista à National Public Radio, no ano passado, McEnroe explicou a razão do seu comentário. “Isso não quer dizer que não considere Serena uma jogadora incrível. Eu considero. A Serena podia derrotar alguns jogadores em determinados dias, acredito nisso, porque ela tem uma mentalidade incrivelmente forte. Mas se ela tivesse que jogar no circuito masculino, a história já seria outra”.