Katia Guerreiro surpreende João Sousa e entra no court a cantar o Hino

Já com a bandeira de Portugal atada à cintura mas os olhos ainda húmidos pelas lágrimas que não conseguiu conter assim que concretizou o match point, João Sousa preparava-se para erguer o terceiro troféu da carreira, primeiro conquistado perante o seu público, mas outros panos estavam reservados para  melhor tenista português.

O troféu ficou para depois, porque era altura, não de se cantar o fado, mas de se cantar (novamente) o Hino, pela voz da Katia Guerreiro. Com o microfone na mão e a emoção na garganta, a fadista convidou, com um aceno de mão, o público a juntar-se a si.

O desafio foi prontamente aceite pelo público, que, de telemóveis em riste para registar o momento histórico protagonizado pelo número um nacional, ajudaram a fazer deste primeiro domingo de maio memorável.