João Sousa não concretiza reviravolta e sai de cena na primeira ronda em Wimbledon

João Sousa, número um português e 45.º do ranking ATP, despediu-se precocemente da variante de singulares de Wimbledon e foi eliminado ao início da tarde desta segunda-feira na primeira ronda do terceiro torneio do Grand Slam do ano, igualando o seu resultado alcançado em 2014, 2015 e 2017, em Londres.

A defrontar um jogador que já figurou no 31.º posto da hierarquia, Sousa caiu às mãos do ucraniano Sergiy Stakhovsky, de 32 anos e atual 109.º da tabela ATP, pelos parciais de 6-3, 6-3, 5-7, 1-6 e 6-4, num encontro resolvido ao cabo de 3h30 de duração e no qual o pupilo de Frederico Marques esteve perto de recuperar de dois sets a zero e concretizar a reviravolta.

Apesar de nos dois primeiros parciais não ter conseguido encontrar o seu ténis e de ter falhado na concretização de quebras de serviço, o vimaranense subiu o nível de jogo nos parciais seguintes, apelando à sua garra que tanto o caracteriza. No entanto, foi o ucraniano quem conseguiu apresentar maior lucidez a todos os níveis na ponta final do compromisso.

Com esta derrota, João Sousa deixa a representação portuguesa na competição individual de Wimbledon nas mãos de Gastão Elias, número dois luso, que está de regresso ao circuito após uma lesão no ombro direito.