João Sousa deixa para trás Kohlschreiber e encara Cilic

João Sousa voltou a mostrar em court que o ranking não passa de apenas um número, ao conquistar mais um incrível triunfo sobre o mais cotado Philipp Kohlschreiber, 28.º do tabela classificativa, pelos parciais de 6-2 e 6-7(5) e 6-2, ao cabo de uma hora e 59 minutos de jogo, na ronda inaugural do Western & Southern Open, nos EUA.

Decidido a conseguir um desfecho diferente do vivido na primeira ronda de Montreal, na semana passada, o número um nacional e 44.º da do ranking mundial adiantou-se facilmente no marcador, tendo chegado a ter a oportunidade de fazer o 5-3 no segundo set, o que o colocaria a servir para fechar o encontro.

Com o jogador germânico a revelar-se mais assertivo no tie break da segunda partida, o vimaranense precisou de mostrar toda a sua tenacidade para voltar a mandar de forma autoritária no rumo do encontro, tendo vencido todos os pontos quando colocou o primeiro serviço no derradeiro parcial.

Com este triunfo, alcançado sem enfrentar qualquer ponto de break, o português de 26 anos iguala o resultado atingido nos Masters 1000 de Monte Carlo e Madrid, aumenta para sete os triunfos conquistados em provas deste nível e soma a terceira vitória do ano sobre jogadores do top-30 (Kohlschreiber em Montpellier, em fevereiro, e Andreas Seppi em Umag, em julho).

O próximo adversário do pupilo de Frederico Marques dá pelo nome de Marin Cilic. O jogador croata, atual campeão do US Open e número nove do ranking, venceu o jogador nacional nas duas ocasiões que se defrontarem, em Madrid e Pequim, ambas em 2014.