US Open despediu-se (de vez) do Louis Armstrong

As despedidas oficiais foram feitas na edição de 2016 do US Open, mas foi esta semana que o Billie Jean King National Tennis Center, em Nova Iorque, disse de vez adeus a um dos mais históricos courts de ténis do Mundo: o Louis Armstrong Stadium, palco de dezenas de finais do Grand Slam norte-americano, até ao final dos anos 90, quando foi construído o Arthur Ashe Stadium.

Aquele que tem sido o segundo maior palco do US Open nos últimos anos está agora reduzido a pó, tal como o antigo Grandstand, que ainda foi utilizado em 2016. O novo Louis Armstrong Stadium estará pronto em 2018.

Sobre o autor
- Artigo escrito ou editado pela equipa de redação.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *