Rafael Nadal teve o percurso (teoricamente) mais fácil rumo ao um título na história dos Grand Slams

Rafael Nadal, número um mundial, conquistou este domingo o seu 16.º título do Grand Slam, ao vencer o US Open pela terceira vez. Num quadro atípico, com muitas desistências e derrotas prematuras, a caminhada do espanhol rumo ao troféu na Cidade que Nunca Dorme incluiu apenas um triunfo sobre um tenista do top 30 mundial e nenhum (!) diante um top 20, algo que nunca tinha acontecido na história dos torneios do Grand Slam!

No papel e olhando apenas as rankings, este foi o percurso mais fácil da história de um jogador rumo a um título do Grand Slam. Este ano, por exemplo, Roger Federer derrotou quatro top 10 rumo ao troféu do Australian Open, Nadal superou dois para vencer Roland Garros e Federer também dois para triunfar em Wimbledon.

Caminhada de Rafael Nadal rumo ao título

  • 1.ª ronda – Dusan Lajovic (85.º)
  • 2.ª ronda – Taro Daniel (121.º)
  • 3.ª ronda – Leonardo Mayer (59º)
  • Oitavos-de-final – Alexandr Dolgopolov (64.º)
  • Quartos-de-final – Andrey Rublev (53.º)
  • Meias-finais – Juan Martín Del Potro (27.º)
  • Final – Kevin Anderson (32.º)

Média do ranking dos adversários: 63.º ATP

Sobre o autor
-

Artigo escrito ou editado pela equipa de redação.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *