Temperaturas chegaram aos 69ºC nos courts de Melbourne

Este torneio não é para fracos. Ou melhor, este torneio é para loucos. Quem está deste lado do mundo, entre sobretudos e mantas, terá alguma dificuldade em perceber o pesadelo que os jogadores vão passando em Melbourne Park, mas a organização do torneio fez por nos facilitar trabalho, divulgando números oficiais das insanas temperaturas vividas no Open da Austrália nos últimos dias.

Esta quinta-feira, o calor foi tanto que as temperaturas gerais chegaram aos 42ºC, sendo que dentro do court subiram até aos absolutamente infernais 69ºC, deixando os jogadores totalmente desgastados e sem energia. Alizé Cornet esteve perto de desmaiar, e houve vários jogadores a a falar em condições desumanas e a afirmar que chegaram ao seu limite.

Com o calor extremo, as bancadas em Melbourne Park também se ressentiram. De 55 mil espetadores, na terça-feira, o público passou para os 38 mil, na quinta-feira. Esta sábado, já se respira bem melhor nos Antípodas, com as temperaturas a desceram drasticamente para os 26ºC.

Sobre o autor
- Descobriu o que era isto das raquetes apenas na adolescência, mas a química foi tanta que a paixão se mantém assolapada até hoje. Pelo meio ficou uma licenciatura em Jornalismo na Escola Superior de Educação de Viseu e um Secundário dignamente enriquecido por cadernos cujas capas ostentavam recortes de jornais de Lleyton Hewitt. Entretanto ganhou (algum) juízo, um inexplicável fascínio por esquerdas paralelas a duas mãos e um lugar no Bola Amarela. A escrever por aqui desde dezembro de 2013.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *