Wilander está (muito) triste com Federer e garante: «Nadal está cada vez melhor, melhor e melhor»

Mats Wilander, antigo número um mundial e atualmente comentador para o Eurosport, não poupou elogios à forma como Rafael Nadal voltou a dominar Roland Garros em 2018, batendo facilmente na final o único jogador que o havia derrotado em terra batida nos últimos anos.

“Nadal mudou as regras do jogo em terra batida. Contra ele tens de jogar com a concentração no máximo senão não tens qualquer hipótese. Ele está cada vez melhor, melhor e melhor. Só perdeu nove jogos em três sets com o segundo melhor jogador de terra batida do Mundo e isso é incrível”, disparou o sueco.

Wilander mostrou-se ainda desiludido com a atitude de Roger Federer voltar a saltar Roland Garros. “Ele é uma das caras do ténis. Não jogar um torneio numa superfície na qual jogamos durante dois meses e na qual a maioria dos jogadores cresceram, faz mossa no ténis mundial e no circuito. Fico muito triste. Tudo bem que ele tem 37 anos e não quer cansar-se, mas podia vir aqui, treinava uma semana e perdia na primeira ou segunda ronda. O que é que isso afetaria a sua confiança?”, confessou à Reuters.

Nesse sentido, Wilander elogia o esforço feito por Serena Williams. “Acho muito interessante o esforço que ela fez para competir aqui e acho que está num bom caminho…”

Sobre o autor
- Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Jornalista do Jornal Record desde 2013. Entrou no Bola Amarela em 2008 e ainda por aqui está, a escrever sobre a modalidade que verdadeiramente o apaixona.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.