Nadal: «Sim, trabalho muito, mas há milhares que trabalham o mesmo e não têm essa sorte»

Rafael Nadal, número um mundial, conquistou este domingo o seu 17.º título do Grand Slam — e 11.º em Roland Garros — e no final do encontro agradeceu pelo facto de todo o seu trabalho estar a ser recompensado. Sem falsas modéstias, o espanhol admitiu que trabalha muito, mas lembra que não é o único a fazê-lo.

Sinto-me um sortudo. Sim, trabalho muito mas há milhares que trabalham o mesmo e não têm a sorte que eu tenho tido. Continuo a trabalhar, mas para conseguir o que consegui a sorte teve de estar do meu lado e só posso agradecer à vida por isso. Estou muito feliz”, confessou o maiorquino de 32 anos.

Rafa Nadal vai manter o primeiro posto do ranking mundial durante pelo menos mais uma semana.

 

Sobre o autor
- Artigo escrito ou editado pela equipa de redação.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.