Rafael Nadal: «É estúpido não podermos falar com o nosso treinador»

Rafael Nadal entrou com tudo neste Open dos Estados Unidos. O maiorquino de 31 anos, campeão de Roland Garros, apurou-se para a final do derradeiro Grand Slam da temporada, deixando claro, em conversa com os jornalistas após derrotar Juan Martin del Potro, que joga na equipa dos que são a favor da comunicação entre jogador e treinador durante os encontros.

“Temos um treinador a viajar connosco durante a temporada toda, a treinar connosco todos os dias, e é um pouco estúpido não podermos falar com ele nos momentos importantes”, defendeu o atual número um mundial.

Durante a fase de qualificação da prova norte-americana foi permitido que o treinador comunicasse com o seu jogador a partir da bancada, quando o seu pupilo se encontrava do mesmo lado do court.

“Não sei se o treinador precisará de entrar no court, mas seria bom se o treinador pudesse falar”, reiterou Nadal, que vai tentar conquistar o terceiro US Open do palmarés, segundo Grand Slam do ano e 16.º da carreira.

Sobre o autor
- Artigo escrito ou editado pela equipa de redação.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.