O efeito Sharapova: Qualificação de Wimbledon com transmissão na Europa pela primeira vez

Se é discutível a legitimidade de Maria Sharapova receber wilcards nesta sua segunda vida tenística, pós-suspensão por doping, o mesmo não se pode dizer da sua capacidade de atração. A russa é um inegável e fogoso chamariz para qualquer torneio que tenha a pretensão de ter quantidades avultadas de pessoas nas bancadas, e, porque não, de espetadores confortavelmente instalados no sofá.

Pois bem, aproveitando que os olhos vão estar centrados como nunca na fase de qualificação do mais majestoso torneio do ano, graças à presença da russa de 30 anos, o torneio de Wimbledon decidiu expandir os horizontes e transmitir para toda a Europa os encontros relativos às rondas da fase prévia, via Eurosport. “É provável que alguns jogadores de grande nível disputem o qualifying de Wimbledon, por isso estamos à espera que a nossa transmissão por toda a Europa cause grande interesse”, disse Peter Hutton, CEO do Eurosport.

E as mudanças não ficam por aqui, já que o site do qualifying do Grand Slam inglês vai sofrer alterações. O diretor executivo de Wimbledon, Richard Lewis, rejeita, no entanto, a ideia de ser Sharapova a impulsionadora de tais melhorias. “Sei que esta parece ser uma altura muito conveniente, mas não está relacionado. Sabemos que a fase de qualificação precisa de estar continuamente a melhorar, da mesma forma que as instalações do complexo [a fase de qualificação joga-se em Roehampton]. Faz parte de um processo contínuo”, justificou.

Sobre o autor
- Descobriu o que era isto das raquetes apenas na adolescência, mas a química foi tanta que a paixão se mantém assolapada até hoje. Pelo meio ficou uma licenciatura em Jornalismo na Escola Superior de Educação de Viseu e um Secundário dignamente enriquecido por cadernos cujas capas ostentavam recortes de jornais de Lleyton Hewitt. Entretanto ganhou (algum) juízo, um inexplicável fascínio por esquerdas paralelas a duas mãos e um lugar no Bola Amarela. A escrever por aqui desde dezembro de 2013.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *