Nadal ganhou quase 3 mil euros por minuto em Roland Garros

Que Rafael Nadal ganhou dinheiro à grande e à francesa com a conquista do título em Roland Garros não é novidade, mas o que talvez não faça parte da sabedoria tenística do leitor é a quantidade de euros que o maiorquino meteu ao bolso por cada minuto que manteve os pés assentes na terra batida do Court Philippe Chatrier.

Ora, as contas são mais ou menos fáceis de fazer. Nadal perdeu apenas 35 jogos e despendeu não mais do que 12 horas e seis minutos durante as duas semanas de prova, para arrecadar o décimo troféu em Paris e açambarcar os 2,1 milhões de euros destinados ao campeão.

Trocando por miúdos, o agora proprietário de 15 torneios de Grand Slam passou 726 minutos em court, o que significa que arrecadou quase 2900 euros por cada sessenta segundos que passou a perseguir a vitória no torneio onde já ganhou mais do que qualquer outro jogador em qualquer outra parte do mundo.

Então, e Jeļena Ostapenko, a miúda que se fez grande para sair de Paris com o título e mais notas na carteira do que as que sabe contar? Bom, em termos gerais, a letã de 20 anos facturou os mesmos 2,1 milhões de euros do que Nadal, e também não andou longe dos valores do maiorquino quando afuniladas as contas.

Por cada minuto dos 742 que despendeu no court, a surpreendente campeã de Roland Garros 2017, atual 12.ª mundial, amealhou cerca de 2800 euros.

Sobre o autor
- Descobriu o que era isto das raquetes apenas na adolescência, mas a química foi tanta que a paixão se mantém assolapada até hoje. Pelo meio ficou uma licenciatura em Jornalismo na Escola Superior de Educação de Viseu e um Secundário dignamente enriquecido por cadernos cujas capas ostentavam recortes de jornais de Lleyton Hewitt. Entretanto ganhou (algum) juízo, um inexplicável fascínio por esquerdas paralelas a duas mãos e um lugar no Bola Amarela. A escrever por aqui desde dezembro de 2013.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *