Nadal: «Eu e o Federer temos em comum a paixão pelo ténis e a vontade de melhorar»

Rafael Nadal conquistou este domingo do US Open pela terceira vez na carreira, escrevendo mais uma página bonita numa temporada que tem sido de luxo, e no final do encontro não esqueceu em conferência de imprensa de mencionar Roger Federer, vencedor de dois majors esta temporada, lembrando aquilo que, na sua opinião, os distingue de todos os outros.

“Penso que aquilo que nos distingue – e que temos em comum – é a paixão por este desporto. E isso faz-nos querer continuar a melhorar a cada dia. Penso que isso faz toda a diferença. Não penso muito na minha rivalidade com ele, não é essa rivalidade que me motiva para continuar a jogar, mas estou muito feliz por poder vivê-la. Somos bons amigos”, disparou o espanhol de 31 anos.

O espanhol pede ainda para que não se esqueçam… de Novak Djokovic. “Ele tem 12 Grand Slams, é preciso não esquecer. É um grande trabalhador, uma apaixonado pelo ténis e tem procurado sempre melhorar. Há que contar com ele…”

Sobre o autor
- Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Jornalista do Jornal Record desde 2013. Entrou no Bola Amarela em 2008 e ainda por aqui está, a escrever sobre a modalidade que verdadeiramente o apaixona.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *