Hewitt e o momento mais embaraçoso que viveu no court

Lleyton Hewitt está fora de combate desde o Open da Austrália deste ano, depois de 18 anos a fazer do circuito ATP um autêntico ringue onde lutou como poucos, mas o australiano de 35 anos continua a manter-se suficientemente por perto para voltar à ação sempre que a saudade apertar, como aconteceu nesta edição de Wimbledon.

Hewitt regressou ao All England Club de raquete em punho para disputar a variante de pares e reviver aquele que foi o ponto mais alto da sua carreira. Questionado pelo “The Guardian” sobre o local para onde iria se pudesse voltar atrás no tempo, o ex-número fez soltar a resposta da ponta da língua.

“Centre Court, Wimbledon 2002, a levantar o troféu. Foi como uma experiência paranormal de que não se consegue ter consciência no momento”, revelou o campeão de dois títulos do Grand Slam (Wimbledon e US Open), que confessa guardar bem viva a final no Grand Slam inglês por outras razões que não apenas pelo triunfo.

Quando o assunto foi momento por que passou dentro do court que mais o fez corar, Hewitt foi igualmente pronto na resposta: “foi durante a final de Wimbledon, em 2002, quando um homem nu invadiu o court. Fiquei sem saber o que raio se estava ali a passar”. 

Mas se o então Hewitt de 21 anos ficou com cara de quem estava a precisar de um buraco para se esconder, o mesmo não se pode dizer do descontraído David Nalbandian.

hewitt2 nalbandian

Sobre o autor
- Descobriu o que era isto das raquetes apenas na adolescência, mas a química foi tanta que a paixão se mantém assolapada até hoje. Pelo meio ficou uma licenciatura em Jornalismo na Escola Superior de Educação de Viseu e um Secundário dignamente enriquecido por cadernos cujas capas ostentavam recortes de jornais de Lleyton Hewitt. Entretanto ganhou (algum) juízo, um inexplicável fascínio por esquerdas paralelas a duas mãos e um lugar no Bola Amarela. A escrever por aqui desde dezembro de 2013.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *