Federer passa tranquilo por Dimitrov e alcança os ‘quartos’ pela 50ª vez em Grand Slams

Mais uma jornada, mais uma vitória, mais uma inédita façanha alcançada. Foi mais um dia normal para Roger Federer em Wimbledon, onde continua a mostrar serviço com grande desenvoltura, tendo tirado do caminho esta segunda-feira Grigor Dimitrov, por 6-4, 6-2 e 6-4.

Com este triunfo, o suíço de 35 anos atinge pela 50.ª vez os quartos-de-final em provas do Grand Slam, 15 delas alcançadas na relva do All England Club, o que o faz superar a marca de Jimmy Connors. Federer é ainda o jogador mais velho nos quartos-de-final da prova inglesa desde 1971.

Dimitrov voltou a revelar não ter a consistência necessária para bater o sete vezes campeão do mais conceituado torneio do mundo, num encontro em que não durou mais do que uma hora e 37 minutos. Esta foi a sexta vez que o helvético superou aquele que é o jogador do circuito com um jogo mais semelhante ao seu, dando mais passo em frente sem ceder qualquer set.

Na próxima ronda, Federer mede forças com o vencedor do embate entre Milos Raonic e Alexander Zverev, que vão disputando o quinto set neste momento.

Sobre o autor
-

Descobriu o que era isto das raquetes apenas na adolescência, mas a química foi tanta que a paixão se mantém assolapada até hoje. Pelo meio ficou uma licenciatura em Jornalismo na Escola Superior de Educação de Viseu e um Secundário dignamente enriquecido por cadernos cujas capas ostentavam recortes de jornais de Lleyton Hewitt. Entretanto ganhou (algum) juízo, um inexplicável fascínio por esquerdas paralelas a duas mãos e um lugar no Bola Amarela. A escrever por aqui desde dezembro de 2013.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *