Gonçalo Oliveira perde finais de singulares e de pares na Tunísia

Terminou uma das últimas semanas do ano como finalista… nas duas variantes. Gonçalo Oliveira, número 507 do ranking mundial, saiu derrotado nas finais de singulares e de pares do torneio future de Hammamet, na Tunísia, prova dotada de 10 mil dólares em prémios monetários, numa jornada em que, tal como ontem, precisou de jogar três encontros devido à chuva que se fez sentir nos primeiros dias.

Individualmente, o portuense de 21 anos, segundo cabeça de série, cedeu para o mais cotado húngaro e ex-top 200 Attila Balazs, primeiro pré-designado da competição e 417.º ATP, pelos parciais de 6-2 e 6-3, em 78 minutos, duas semanas depois de, juntos, terem conquistado o título de pares de outro evento disputado naquela cidade tunisina.

Mais tarde, Oliveira entrou em campo ao lado de Filipp Kekercheni e foi igualmente ultrapassado na final. O par luso-ucraniano, principal favorito à vitória, sucumbiu às mãos dos italianos Filippo Baldi e Alessandro Petrone, por equilibrados 6-1, 3-6 e 11-9 no match tiebreak, ao cabo de curtos 68 minutos de embate.

Na próxima semana, Gonçalo Oliveira vai manter-se em Hammamet, Tunísia, para participar em mais uma prova future que distribui 10 mil dólares em prémios monetários.