Gonçalo Oliveira não resiste ao seu parceiro de pares e 'cai' na estreia no Rio de Janeiro

Gonçalo Oliveira, número cinco português e 212.º do ranking ATP, foi afastado esta terça-feira na primeira ronda do torneio challenger do Rio de Janeiro, no Brasil, dotado de 50 mil dólares em prémios monetários e no qual defendia o estatuto de sétimo cabeça de série.

Num encontro equilibrado, resolvido ao cabo de 2h11, Oliveira cedeu perante o brasileiro Guilherme Clezar, número 222 da hierarquia ATP, pelos parciais de 3-6, 6-3 e 6-3. O portuense de 22 anos atuou a bom nível na primeira partida, mas o jogador da casa apresentou-se mais sólido e agressivo nos dois últimos sets.

Apesar da derrota em singulares, Gonçalo Oliveira mantém-se ainda em prova na vertente de pares ao lado de, curiosamente, Guilherme Clezar. O par luso-brasileiro encara esta quarta-feira os espanhóis Roberto Carballes Baena e Javier Marti na primeira eliminatória.

Em singulares, Oliveira despede-se dos torneios challenger em 2017 e deverá seguir agora para a Tunísia, onde está inscrito no torneio future de Hammamet da próxima semana, dotado de 15 mil dólares em prémios monetários.

Foto: Poznan Open