Gonçalo Oliveira avança em Banguecoque às meias-finais de pares num ‘challenger’ pela sexta vez

Em dia de jornada dupla, Gonçalo Oliveira foi eliminado nos oitavos de final em singulares, mas compensou esse desaire com a qualificação para as meias-finais de pares num torneio challenger pela sexta ocasião na sua carreira. No evento de Banguecoque, na Tailândia, o jovem portuense de 22 anos, número 164 do ranking mundial de duplas, juntou-se ao checo Zdenek Kolar, 152.º ATP, e rubricou um triunfo em parciais diretos.

Num encontro com uma segunda partida equilibrada, Oliveira e Kolar ultrapassaram os chineses Mao-Xin Gong, 198.º do Mundo em pares, e Di Wu, 192.º classificado, por 6-1 e 7-5, ao cabo de 57 minutos de embate.

Nas meias-finais, a terem início às 6 horas de Portugal Continental desta sexta-feira, o par luso-checo encontra a formação composta por dois jogadores do Taipé, Cheng-Peng Hsieh e Tsung-Hua Yang.

Recorde-se que, na competição individual, Gonçalo Oliveira, treinado pelo seu pai Abílio e oitavo cabeça de série, acabou afastado pelo cazaque Aleksandr Nedovyesov, ex-top 100 mundial e atual 260.º colocado ATP, pelos parciais de 6-4 e 6-3.

Fotografia: DGW Comunicação