Gastão Elias: «Foi um encontro muito complicado como tinha previsto»

Gastão Elias, número dois nacional e 92.º da hierarquia ATP, reconheceu esta quarta-feira as dificuldades sentidas no encontro da primeira ronda de Wimbledon, no qual cedeu em quatro partidas para o moldavo Radu Albot, 110.º do Mundo, por 6-3, 2-6, 5-7 e 4-6. Em declarações à agência Lusa, o jogador de 25 anos, natural da Lourinhã, não poupou elogios ao opositor.

“Foi um encontro muito complicado como tinha previsto. Ele está muito confiante, vem de dois títulos consecutivos e de passar o qualifying e isso dava para sentir no jogo. Foi muito consistente do início ao fim, praticamente sem cometer erros não forçados. Tive algumas dificuldades em encontrar o timing da resposta e nunca consegui colocar grande pressão no serviço dele, o que fez com que ele jogasse os jogos de resposta com alguma tranquilidade”, começou por dizer Elias.

“O resultado iria ser diferente [caso respondesse melhor], mas é preciso jogar com o que se tem no momento”, sublinhou Gastão Elias que, com esta derrota, deixa o terceiro torneio do Grand Slam do ano com a representação portuguesa de João Sousa, número um luso e 31.º da tabela mundial.

Esta quinta-feira, Sousa defronta o norte-americano Dennis Novikov, número 145 da classificação mundial ATP, naquele que será o primeiro encontro entre ambos a nível profissional e o quarto do court 7, com a jornada a iniciar-se às 11 horas de Portugal Continental.