Frederico Marques confessa: «Após o Estoril Open houve um desgaste mental”

Parece ainda difícil de acreditar, que há quase dois meses, João Sousa conquistou o título do Millennium Estoril Open, único torneio ATP em Portugal.

Após o feito, João Sousa viu-se em dificuldades para encontrar o seu nível e vencer encontros, e foi apenas este domingo que o número um português voltou a conseguir sair vitorioso de um encontro.

Frederico Marques, treinador de João Sousa, confessou-nos em Halle que foi difícil voltar a assentar os pés na terra após a vitória, mas que Sousa já ultrapassou essa fase: “Logo após o Estoril [Open] houve um desgaste. Um desgaste mental. Aquilo foi quase como ganhar um Grand Slam para o Rafa. Tanto para ele, como para mim houve um desgaste emocional muito grande e isso levou a não estivéssemos fisicamente como queríamos nos torneios seguintes. Perdeu-se muito peso, foram três quilos perdidos em duas semanas, menos força, menos recuperação entre os jogos“, admitiu o técnico. 

“Em Roma, até jogou bem, e esteve competitivo nos pares, mas depois não chegámos a Roland Garros nas melhores condições. Trabalhámos bem e estivemos em Halle a bom nível. Contra o Haase jogou-se a um muito bom nível e não se conseguiu fechar. Faltou um bocadinho de intenção, um bocadinho mais de querer, relaxou-se e logo a seguir veio um nervosismo de não ter ganho nas últimas semanas. Mas estamos contentes porque o nível foi bom.”