Wilander: «Federer está a mostrar que no ténis o corpo não é o mais importante, mas sim a mentalidade e a paixão»

A oitava vitória de Roger Federer continua a merecer muitas reações por parte de grandes lendas da modalidade. Agora é Mats Wilander a falar do sucesso do suíço, chegando mesmo a admitir que este está a atravessar o melhor momento da carreira. Para chegar a tal, o sueco fala de um fator muito importante, na sua opinião, a mudança de raquete.

“Eu pergunto-me porque é que ele não trocou para uma raquete maior antes”, refere o múltiplo campeão do título. “Isso fê-lo bater a esquerda mais cedo. O Roger este focado em raquetes pequenas tempo demasiado. Ele até está a servir melhor que antes, inclusivamente”.

Wilander fala também da capacidade dos seus rivais como grande motivação para essa mudança. “Ele percebeu que tinha de se focar mais nas pancadas para competir com o Rafael Nadal e o Novak Djokovic da linha de fundo. Olhando para a sua idade, o Roger está a mostrar que no ténis o corpo não é a coisa mais importante, mas sim a mentalidade e a paixão”.

O sueco complementa esta ideia. “Se estás fisicamente bem podes fazer as coisas bem. Assim, ter 25 ou 35 anos é a mesma coisa. Agora o Federer é claramente melhor jogador do que era há dez anos atrás quando dominava. Provavelmente, o encontro da terceira ronda do Open da Austrália deste ano frente ao Tomas Berdych foi o melhor da sua carreira”.

Por fim, Wilander fala dos aspetos técnicos que fazem do suíço uma das lendas do ténis. “Federer usa muita variedade e ao mesmo tempo arrisca muito. O John McEnroe também jogava esse tipo de jogo perfeito, mas o Federer fá-lo durante todo o tempo. E só o podes fazer se tiveres uma confiança inabalável. Mais, o resultado de um encontro depende muito dele. E joga da mesma forma contra o Nadal, o Djokovic e o Murray. A sua atitude é a chave”.

 

Sobre o autor
-

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *