Roberta Vinci: «O Gulbis sempre me interessou»

Roberta Vinci já anunciou que a sua estadia no circuito profissional não se vai estender para lá temporada que vai entrar, mas continua aí para as curvas, pelo menos no que toca a entrevistas. À La Gazzetta dello Sport, a bem-disposta italiana de 34 anos confidenciou ter um fraquinho por um dos mais rebeldes jogadores do circuito masculino.

“O [Ernests] Gulbis sempre me interessou”, respondeu Vinci, quando questionada sobre quem é o tenista mais bonito do ATP. apressando-se a reagir quando o jornalista a informou que o letão casou recentemente: “maldito seja”.

A final do Open dos Estados Unidos, no ano passado, esteve também em cima da mesa. “Foi um torneio incrível. Derrotei a número um do mundo [Serena Williams] e na final joguei com a [Flavia] Pennetta, amiga de infância. Claro que quando se bate a jogadora mais forte está-se à espera de ir mais além, mas no contexto em que aconteceu, vencer a Serena vale quase tanto como ganhar um Grand Slam”.

Os planos para quando se retirar passam, revela, por aproveitara vida. “Quero comprar uma linda casa em Milão [onde treina], a minha aventura naquela cidade não termina quando me retirar”.

Sobre o autor
-

Artigo escrito ou editado pela equipa de redação.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *