Presidente dos afetos mima jogadores portugueses e recebe tratamento ‘especial’ de Hewitt

Comprou bilhete, sentou-se na bancada e até dispensou o almoço, remediando-se com uma sandes de queijo e um sumo de laranja enquanto assista ao arranque da jornada, mas o Professor Marcelo não abandonou o Millennium Estoril Open sem dar um abraço aos jogadores portugueses.

João Sousa, Gastão Elias, Pedro Sousa, Frederico Silva e Rui Machado, tal como o público do setor 5 do Estádio Millennium, que se depararam com a inesperada visita do Chefe de Estado, receberam de braços abertos o presidente dos afetos, que prometeu regressar já no sábado, caso o número um nacional se qualifique para as meias-finais, esta sexta-feira.

O afectuoso tratamento que Marcelo Rebelo de Sousa ofereceu às estrelas nacionais recebeu em  igual medida de Lleyton Hewitt. Grande atração do torneio, o australiano de 37 anos, antigo número um mundial e campeão de dois títulos do Grand Slam, ficou rendido à carismática e simpática figura do ‘nosso’, tratando-o por… ‘mate’ [parceiro].

 

Sobre o autor
- Descobriu o que era isto das raquetes apenas na adolescência, mas a química foi tanta que a paixão se mantém assolapada até hoje. Pelo meio ficou uma licenciatura em Jornalismo na Escola Superior de Educação de Viseu e um Secundário dignamente enriquecido por cadernos cujas capas ostentavam recortes de jornais de Lleyton Hewitt. Entretanto ganhou (algum) juízo, um inexplicável fascínio por esquerdas paralelas a duas mãos e um lugar no Bola Amarela. A escrever por aqui desde dezembro de 2013.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *