Filho de Djokovic espalha encanto em Roma

Mede tanto quanto a raquete do seu pai e sobre o ténis pouco mais saberá que se joga com uma felpuda bola amarela, mas o filho de Novak Djokovic vai já mostrando que genes tenísticos não lhe faltam, nem tão-pouco vontade de fazer do court o seu parque de diversões.

Habituado a ver o seu pai atuar através do ecrã, Stefan Djokovic, de dois anos e meio, tem saído do recato do hotel nesta passagem do número dois mundial por Roma e reclamou as atenções para si esta quinta-feira, durante um treino do pai Djokovic.

“Foi a primeira vez desde que ele nasceu que o trouxe para o ténis durante o torneio”, explicou Djokovic em conferência de imprensa. “Foi interessante ver a sua reação. Ele estava bem, confortável, tendo em conta que foi a primeira vez. Havia muita gente. Ele jogou um pouco. Foi um ótimo dia. Ainda é muito novo para o trazer todos os dias, mas vai aparecer mais vezes”, prometeu o sérvio de 30 anos.

https://twitter.com/BasiaID/status/865155402014609408

 

Sobre o autor
- Descobriu o que era isto das raquetes apenas na adolescência, mas a química foi tanta que a paixão se mantém assolapada até hoje. Pelo meio ficou uma licenciatura em Jornalismo na Escola Superior de Educação de Viseu e um Secundário dignamente enriquecido por cadernos cujas capas ostentavam recortes de jornais de Lleyton Hewitt. Entretanto ganhou (algum) juízo, um inexplicável fascínio por esquerdas paralelas a duas mãos e um lugar no Bola Amarela. A escrever por aqui desde dezembro de 2013.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *