Federer nunca foi ao país da sua mulher  – e a culpa é de Portugal

Ele há coisas. Quando se pensava que Roger Federer já teria dado a volta ao mundo umas 20 vezes, número de anos que faz do circuito a sua casa, eis que o suíço de 36 aos admite ter viajado apenas por três dos quatro cantos do mundo.

Em falta está, imagine-se, o país da sua mulher, a Eslováquia. “É horrível, eu sei, prefiro nem falar sobre isso, é mesmo terrível”, disse o campeão de 19 títulos do Grand Slam ao site checo VIP Sport. Federer revelou que chegou a pensar em fazer as malas para viajar para o país de Mirka, em 2011, mas os jogadores portugueses – Rui Machado, Frederico Gil, Leonardo Tavares e João Sousa – estragaram-lhe os planos.

“Havia a possibilidade da Eslováquia derrotar Portugal na Taça Davis, e nós jogaríamos lá. Era a minha oportunidade. Mas os portugueses ganharam”, relembra o atual número dois mundial, que disputou o ATP 250 português quando ainda se disputava no Jamor, em 2008 e 2010.

Em vez de viajar para a Eslováquia e aproveitar para conhecer Bojnice, cidade onde Mirka nasceu, Federer e Stan Wawrinka receberam, nesse ano, a equipa lusa em Berna, para a segunda ronda do Grupo I da Zona Europa/África, vencendo por 5-0, numa eliminatória em que Rui Machado roubou um set ao campeoníssimo suíço.

Regressando à Eslováquia: “Prometo que um dia irei lá”.

Sobre o autor
-

Descobriu o que era isto das raquetes apenas na adolescência, mas a química foi tanta que a paixão se mantém assolapada até hoje. Pelo meio ficou uma licenciatura em Jornalismo na Escola Superior de Educação de Viseu e um Secundário dignamente enriquecido por cadernos cujas capas ostentavam recortes de jornais de Lleyton Hewitt. Entretanto ganhou (algum) juízo, um inexplicável fascínio por esquerdas paralelas a duas mãos e um lugar no Bola Amarela. A escrever por aqui desde dezembro de 2013.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *