Armando Sousa: «O João encostou o Kyle às cordas e obrigou-o a falhar»

Armando Sousa foi um dos espetadores mais atentos do encontro entre João Sousa e Kyle Edmundo, nos quartos de final do Millennium Estoril Open 2018, afinal em court estava o filho a jogar a qualificação para a meia-final. Mas, apesar de estar em jogo uma vitória histórica, o Juiz garantiu ao Bola Amarela não ter sofrido na bancada, onde estava acompanhado pela mulher Adelaide.

“Sofro quando não vejo os jogos e isso, sim, é stressante. Quando estou a ver, como foi caso, envolvo-me no encontro e até tenho possibilidade de ‘falar’ com o João”, contou, revelando ter ‘lançado’ uma dica para o court no início do terceiro set. “Disse-lhe para voltar a ser agressivo e elevar a percentagem de primeiros serviços. Não sei se ouviu, ou se foi por pensar da mesma forma, mas foi o que fez e era o que tinha de ser feito. E a verdade é que jogou novamente de forma agressiva, conseguiu dominar os pontos, encostou o Kyle Edmund às cordas e obrigou-o a falhar.”

Consumado o triunfo, Armando Sousa apenas teve tempo para “dar um beijinho e parabéns” ao filho mais velho mas, admite, sentir-se “orgulhoso, como todos os portugueses”. Não mais? “Claro que ficamos muito satisfeitos pelo João, porque ele é profissional e a vida dele depende disto. Tem que ganhar encontros e dinheiro. Para nós, desde que ele tenha saúde e esteja bem, nós estamos bem”, sublinhou o pai do Conqusitador.

Sobre o autor
-

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.