Federer: «Agora sou um trabalhador a part time, mas prefiro a qualidade à quantidade»

Roger Federer viveu uma semana de luxo em Perth. O suíço de 36 anos venceu e convenceu em todos os encontros que disputou na Hopman Cup e no final do seu último duelo de singulares, em que superou Alexander Zverev, revelou alguns dos segredos daquilo que tem sido o seu (muito) sucesso mais recente.

“Eu agora sou um trabalhador a part time. Quando treino de manhã, fico com as tardes livres e vice-versa. É bom ser um bom pai, bom marido e bom jogador de ténis ao mesmo tempo. Nesta fase da minha carreira, prefiro a qualidade à quantidade”, assegurou o helvético, que em 2017 jogou apenas, como se sabe, 12 torneios ao longo do ano, alcançando… sete títulos.