Nicolas Almagro: «Kyrgios vai ser certamente precioso para o futuro»

Nicolas Almagro, ex-top 10 mundial e atual 71.º colocado do ranking mundial, surpreendeu este sábado à tarde o australiano Nick Kyrgios, finalista da edição de 2015 do Millennium Estoril Open e segundo cabeça de série. Em declarações em conferência de imprensa, o espanhol teceu elogios ao opositor, uma das grandes promessas do ténis mundial.

“Foi um encontro muito duro. Joguei contra um dos jogadores mais importante para o ATP World Tour, vai ser certamente precioso para o futuro. As condições foram duras para jogar, tentei pôr a bola do outro lado, jogar concentrado e estou muito feliz por ter conseguido a vitória”, começou por dizer Almagro, que admitiu não ter adotado qualquer tática frente a Kyrgios.

“Hoje joguei sem qualquer tática. Tentei apenas pôr a bola dentro do court, o mais profundo que conseguisse. Lutar, lutar, lutar e manter-me concentrado. Jogar com o Nick é muito difícil, porque ele é um jogador com muito talento em tudo o que faz no court. Foi duro, porque a foi difícil jogar naquelas condições. Estou muito feliz”, confessou o espanhol, que na final vai medir forças com o compatriota Pablo Carreño Busta.

“Vai ser uma final muito complicada. O Pablo tem feito um fantástico torneio, está em forma, muito sólido em terra batida, conhecemo-nos muito bem, por isso vai ser difícil. Sabia que tinha oportunidades de chegar à final e assim foi. Feliz porque o título vai para perto de Portugal, para Espanha. O meu principal objetivo era recuperar sensações depois de um ano muito irregular”, disse Almagro.

A final de singulares do Millennium Estoril Open 2016 está agendada para este domingo, às 16 horas portuguesas, no Estádio Millennium.

Sobre o autor
- Licenciado em Ciências da Comunicação - vertente de Jornalismo - pela Universidade Autónoma de Lisboa. Ténis é a minha vida. Colaborador do site Bola Amarela desde Dezembro de 2011.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *