João Zilhão fala do sucesso “após muitos meses de negociação” para trazer Kyrgios ao Estoril Open

Há mais uma estrela reservada para prestações de luxo para a edição de 2017 do Millennium Estoril Open. João Zilhão acaba de segurar Nick Kyrgios pela terceira vez consecutiva e a satisfação não poderia ser maior, dado o sucesso e o furor que se criou em torno do jogador australiano nas duas últimas edições. O diretor da prova diz que o processo foi moroso mas terminou da melhor forma.

“Após muitos meses de negociações com o agente do jogador, recebemos finalmente a confirmação de que estará novamente presente no Millennium Estoril Open. É dono de um talento enorme e tem confirmado ser um dos mais espetaculares jogadores do ATP World Tour nos últimos anos, para além de ter tido grande sucesso em Portugal tanto dentro como fora do court”, afirmou João Zilhão, em declarações enviadas através de comunicado de imprensa.

O diretor da prova acredita que Kyrgios tem capacidades suficientes paraganhar títulos do Grand Slam e ser número um mundial no futuro, uma vez que é capaz de derrotar qualquer adversário”, como se verificou por diversas vezes e inclusive este ano, em que derrotou Novak Djokovic no ATP 500 de Acapulco.O espetáculo está garantido e, tendo em conta a presença já anunciada de Juan Martin Del Potro, teremos no Clube Ténis do Estoril dois dos mais carismáticos jogadores do circuito, acrescenta o diretor.

Nas duas vezes em que disputou o Millennium Estoril Open, o número 16 da hierarquia mundial só cedeu perante os respetivos campeões: Richard Gasquet, na final de 2015, e Nicolas Almagro, nas meias-finais do ano passado.

Sobre o autor
- Licenciado em Jornalismo na Escola Superior de Comunicação Social, em Lisboa. Jornalista da GQ Portugal e colaborador do Bola Amarela desde novembro de 2011, pouco tempo depois de começar a seguir mais atentamente o mundo do ténis. Pretende nunca mais parar.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *