Do 'qualifying' para… a final: Filip Krajinovic brilha em Paris e afasta John Isner da luta pelas ATP Finals

Semana de sonho. São estas três palavras que podem descrever o percurso de Filip Krajinovic em Paris… aos 25 anos. Detentor de cinco títulos challenger na presente temporada, o sérvio jogou a fase de qualificação do Masters 1000 de Paris, em França, entrou no quadro principal e… vai disputar a final este domingo, a primeira da carreira em torneios desta categoria.

Num encontro com a longa duração de 2h28, Krajinovic, 77.º do ranking ATP, fez questão de, nas meias-finais, bater o norte-americano John Isner, nono cabeça de série e 14.º do Mundo, por 6-4, 6-7(2) e 7-6(5), e afastá-lo da corrida pelas Nitto ATP Finals, em Londres, que têm início a 12 de novembro e reúnem os oito melhores jogadores da época.

É certo que Isner esteve perto da vitória, ao liderar por 4-2 no tiebreak, mas Krajinovic, que havia beneficiado da desistência de Rafael Nadal nos quartos de final, apresentou-se a um excelente nível durante todo o compromisso, resistindo aos 31 ases do americano.

Na final, Filip Krajinovic, que garante já a subida ao top 35 ATP, mede forças com o vencedor do confronto entre o norte-americano Jack Sock, que precisa de título para carimbar o passaporte para Londres, e o francês Julien Benneteau, à procura do seu primeiro troféu ATP da carreira aos 35 anos, depois de dez finais perdidas.

Cenários de qualificação para Londres

Para Jack Sock se qualificar:

  • Tem de ganhar o Masters 1000 de Paris

Para Pablo Carreño Busta se qualificar:

  • Jack Sock não pode ganhar Paris