Djokovic: «Tenho esperado por isto e trabalhado para chegar aqui»

Passou muito tempo desde que Novak Djokovic foi avistado na final de um torneio. “Passou um ano”, para sermos mais precisos, como lembrou o sérvio de 31 anos na sala de imprensa que se seguiu à da vitória nas meias-finais do torneio do Queen’s Club.

“É a primeira final desde Eastbourne [em junho do ano passado]. É especial para mim. Obviamente que tenho esperado por isto e trabalhado para chegar aqui. Tenho novamente a oportunidade de lutar por um troféu num dos maiores torneios de relva, significa muito para mim”, admitiu o antigo número um, que vai enfrentar na final do ATP 500 londrino Marin Cilic.

“É diferente jogar contra ele em relva. Já jogámos em Wimbledon, mas ele agora é um jogador diferente. Nos últimos anos ele atingiu o topo da forma e alcançou o melhor ranking da carreira, com finail em Wimbledon e no Open da Austrália. Talvez esteja a jogar o melhor ténis da carreira e a relva combina com o seu jogo”, acrescentou Djokovic, que assegura que continua “muito motivado” e que “fisicamente está ótimo” para enfrentar a sua 99.ª final da carreira.