Djokovic após perder com Hewitt: «Disse-lhe que devia voltar a jogar singulares»

Lleyton Hewitt, antigo número um mundial, vai fazer na próxima quinzena mais uma aparição no Australian Open, para participar no último torneio da carreira do seu compatriota e amigo Sam Groth. Hewitt tem-se preparado da melhor forma para esse vento e entrou esta quarta-feira num evento de exibição, o Tie Break Tens, onde não só derrotou Novak Djokovic como esteve quase a superar Rafael Nadal.

No final do encontro, Djokovic desdobrou-se em elogios. “Disse-lhe que, sinceramente, deveria voltar. Sei que tem jogado alguns torneios em pares, mas poderia perfeitamente fazê-lo em singulares também”, disparou Djokovic, que acha que Hewitt não perdeu nenhuma das suas qualidades nos últimos anos.