Diretor do torneio de Roterdão: «O Federer é número 1 porque os rivais estão lesionados»

Richard Krajicek, antigo jogador holandês e atual diretor do torneio de Roterdão, e viu Roger Federer assumir a liderança do ranking pela primeira vez em 2018 aquando da sua passagem pela prova holandesa, em fevereiro, defende que o suíço de 37 anos tem beneficiado da baixa de rendimento e ausência de alguns dos seus maiores rivais.

“Se o Roger é novamente número um é porque os seus maiores adversários estão lesionados”, disse Krajicek, como se pode ler no Tenis Brasil. “O que ele tem conseguido fazer é manter um nível altíssimo durante 16 anos, daí ter conseguido o recorde de Grand Slams”, acrescentou, defendendo que “Djokovic é mais completo do que Federer”.

“Ele conseguiu ser campeão de quatro títulos do Grand Slam duas vezes seguidas, em 2015 e 2016. O Roger nunca o conseguiu fazer. Ele é o jogador com o ténis mais bonito mas o Djokovic ganhou a maioria dos encontros entre eles”.