Del Potro: «Tenho um troféu nas mãos que nem todos os jogadores podem ter»

Juan Martin del Potro repescou os bons velhos tempos, ao conquistar de forma decidida e exemplar o seu mais importante título desde 2013. Em Acapulco, esta madrugada, depois de derrotar Kevin Anderson, o argentino de 29 anos assumiu que o triunfo no ATP 500 mexicano surge numa altura especial da sua carreira.

“Este torneio é um dos mais importantes que já ganhei, especialmente pela qualidade dos adversários que defrontei. Ganhar depois de ter vindo jogar tantas vezes é muito especial. Tenho nas mãos um dos troféus mais desejados do circuito, um que nem todos os jogadores podem ter. Vou guardá-lo com muito amor “, disse a ‘Torre de Tandil’.

“Tive uma semana fantástica, uma semana ótima. Estou muito grato por ter vindo e rever muitos amigos argentinos. Acho que é sempre preciso um pouco de sorte e desta vez a sorte acompanhou-me durante todo o torneio. Ganhar um título tão importante significa muito para mim e para a minha equipa. Estamos muito felizes”, concluiu Del Potro, que vai ascender até à oitava posição do ranking mundial.