Brasileiro acusa doping em Portugal e é suspenso

O brasileiro Igor Marcondes acusou positivo no Future de Loulé, em março, e conheceu esta quarta-feira a punição que enfrentará após uma extensa investigação e deliberação da Agência Mundial de Antidoping.

Aos 21 anos de idade, Marcondes testou positivo para hidroclorotiazida, uma substância diurética utilizada no tratamento de hipertensão e inchaços. Durante a investigação, a AMA concluiu que não houve intenção ou negligência por parte do atleta na contaminação.

Ainda segundo o comunicado, o tenista receberá uma punição de 9 meses de suspensão dos courts, contando do dia 8 de março de 2018, data em que foi colhida a amostra contaminada. O período de suspensão foi agravado ainda pelo fato de outros dois atletas, Thomaz Bellucci e Marcelo Demoliner, terem sido testados positivos para a mesma substância recentemente e informado que houve contaminação cruzada na farmácia de manipulação que utilizaram, alegando que, mediante o conhecimento destes factos, o tenista deveria ter redobrado sua cautela.