Bouchard abre o ‘livro’ sobre o julgamento: «Depois de 2 anos e meio finalmente acabou»

A decisão do caso entre Eugenie Bouchard e a Federação americana de ténis, USTA foi conhecida há três dias, mas só agora a canadiana de 24 anos fala sobre o processo que se arrastou durante dois anos e meio e terminou com o tribunal a dar-lhe razão.

“Depois de dois anos e meio, a minha ação judicial contra a USTA finalmente terminou”, escreveu a Bouchard em comunicado. “O júri considerou que a USTA foi negligente e responsável pelo acidente. Depois do veredicto final, eu e a USTA chegámos a acordo. Foi um processo longo. Sinto-me contente, aliviada e vingada. Quero agradecer ao tribunal e ao júri pelo seu trabalho”, acrescentou a ex-top 5 mundial.

Recorde-se que a canadiana processou a USTA por falta de condições de segurança durante a edição de 2015 do US Open, onde a canadiana acabou por ter de desistir antes dos oitavos-de-final devido a uma queda no balneário, que lhe provocou uma concussão cerebral.