Murray resiste a Nishikori numa das batalhas do ano e soma 21.ª vitória seguida

Ele é número um do Mundo… por alguma razão. Andy Murray garantiu esta quarta-feira a sua segunda vitória na fase de grupos das ATP World Tour Finals, ao resistir ao japonês Kei Nishikori, número cinco mundial, por 6-7(9), 6-4 e 6-4, no encontro mais longo da temporada ATP à melhor de três sets, que se prolongou por impressionantes 3 horas e 20 minutos.

Num encontro repleto de grandes trocas de bola e pontos espectaculares, Murray perdeu um primeiro set que se prolongou por 85 minutos, mas foi capaz de reagir para vencer os dois parciais seguintes e alcançar um triunfo que o coloca à porta das meias-finais das ATP Finals. Uma derrota diante de Nishikori não comprometeria o apuramento, mas tornaria praticamente impossível que ficasse no primeiro lugar, o que acabaria por ditar um duelo entre Murray e Djokovic… nas meias-finais!

Para Murray garantir não só o apuramento como o primeiro lugar esta quarta-feira, é necessário que Marin Cilic derrote Stan Wawrinka. Caso contrário, tudo fica em aberto para a última jornada, agendada para sexta-feira.

grupo

Sobre o autor
- Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Jornalista do Jornal Record desde 2013. Entrou no Bola Amarela em 2008 e ainda por aqui está, a escrever sobre a modalidade que verdadeiramente o apaixona.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *