João Sousa sobre ‘playoff’: «Vai ser duro mas é um grande momento para mim também»

João Sousa será o número um de Portugal no playoff de acesso ao Grupo Mundial da Taça Davis frente à seleção da Alemanha, entre sexta-feira e domingo, no Jamor. O vimaranense tem realizado vários treinos com os seus parceiros de formação, durante a semana, para que tudo corra pelo melhor, sendo que não prevê facilidades diante da equipa germânica.

“Independentemente dos jogadores estamos conscientes de que vai ser uma eliminatória difícil. A adaptação foi boa, adapto-me bastante bem a todas as condições de jogo. Tenho tentado fazer com que a adaptação seja a melhor possível, tem vindo a correr bem. Nada a apontar em termos físicos”, começou por dizer Sousa, em conferência de imprensa, admitindo ser “especial” o facto de Portugal lutar pelo Grupo Mundial.

“É especial. Estamos a tentar chegar ao Grupo Mundial há muitos anos e temos tentado ajudar Portugal a alcançar esse objetivo. Estamos contentes por estar nesta posição. Vai ser duro mas é um grande momento para mim também”, disse o número um nacional, aludindo ao facto de a comitiva portuguesa ter jogado igualmente o playoff de acesso em 1994, contra a Croácia.

Com a presença de Boris Becker, o novo homem forte do ténis alemão, garantida, Sousa admitiu estar habituado a vê-lo. “Especialmente quando ele esteve com o Novak. Fez um grande trabalho com o Novak e toda a sua experiência enquanto jogador e treinador é importante e vai passá-la à equipa. Mas também temos uma grande equipa técnica e vamos ver como corre”, sublinhou.

Sobre o autor
- Artigo escrito ou editado pela equipa de redação.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *